Feed on
Posts
Comments

Category Archive for 'Em busca da Inovação Disruptiva'

Ceticismo é qualquer atitude de questionamento para o conhecimento, fatos, opiniões ou crenças estabelecidas como fatos. O ceticismo é ótimo para a inovação em uma dada medida, pois é um questionador de fatos novos e antigos. Ou seja, toda inovação parte do questionamento de uma dada realidade. Porém, tem que haver uma entrada questionamento e uma saída […]

Read Full Post »

Latência é algo que está escondido e não teve um canal para sair para fora. As latências são necessidades humanas represadas. Uma latência só consegue vir à tona quando aparece um novo canal que abre uma porta para ela escoar. Esse canal pode ser uma tecnologia, uma mudança política, econômica, um produto, um serviço, que […]

Read Full Post »

  Bom, vamos as premissas e aos passos: Premissas: a) a adoção de laboratórios de Governança Digital devem partir de visão estratégica da organização; b) a organização se conscientiza e aceita o cenário disruptivo que a Internet traz para a sociedade, que exige uma nova Governança Organizacional e novas formas de lidar com velhos, complexos […]

Read Full Post »

Podemos dizer que temos: O fazedor – nos canais de ação; O pensador – nos canais de conhecimento; O articulador – nos canais de relacionamento. E acredito que estes três devem trabalhar em sinergia. Há necessidade humana para que isso ocorra e gente que se sentirá melhor em cada um destes perfis, que pode mudar, […]

Read Full Post »

Resumo do que tenho visto, a partir do projeto Iplan:  

Read Full Post »

Um dos grandes problemas teóricos hoje em dia é que determinados conceitos precisam vender e se “desteorizar” para ganhar vida fora do laboratório. Isso exige cuidado, pois o que mais existe hoje é conceito que vende sem uma teoria consistente por trás. Portanto, é preciso tentar fazer uma ponte entre o conceito – mercado – […]

Read Full Post »

Complementando o post anterior, estou tentando traçar perfis de inovação. Trabalhei lá na relação esforço de energia e resposta. Agora, temos, independente se a pessoa é portador de pró-atividade, reatividade ou inatividade, temos outro definidor, que é algo mais do histórico do temperamento. E acho que podemos dividir grosso modo em dois: Filosóficos – o por quê […]

Read Full Post »

Vou estar ministrando duas aulas no curso Aperfeiçoamento Big Data Estratégico Web Intelligence e Analítica de Dados do Crie/UFRJ. Segue abaixo a ementa das aulas: Módulo 01 – Governança da Espécie 3.0: visão teórica: O que é uma Revolução Cognitiva? Quando ocorreram na história? Quais as consequências para a sociedade e os negócios? Qual a relação das Revoluções […]

Read Full Post »

O desafio de um Profissional Incentivador de Migração para a nova Governança não é fácil, quando estamos falando de capacitar migrantes (aqueles que estão trabalhando e operaram bastante tempo na atual Governança). Temos que levar um profissional do ponto “a” – visão e ação na atual governança; E conduzi-lo para que possa exercer o “ponto […]

Read Full Post »

Quem tem acompanhado este blog, sabe que estamos empenhado em uma tarefa hercúlea, a saber: – desenvolver uma nova visão filosófica da tecno-espécie, que chame de filosofia tecno-cognitiva, que é um aprofundamento filosófico das teorias da Escola de Toronto; – desenvolver uma nova área que é a Antropologia Cognitiva e, dentro dela, a ideia das […]

Read Full Post »

Já vimos aqui o problema do ceticismo tóxico para a inovação. O ceticista tóxico não é um ceticista passivo, mas ativo. Ou seja, ele defende com argumentos que nada deve ser feito em nome de que nada funciona mesmo, é melhor deixar do jeito que está. É diferente do ceticismo passivo, que está na mesma onda, […]

Read Full Post »

Podemos dizer que uma inovação precisa negociar com o passado e isso implica em um esforço. Tudo que implica esforço tem um custo, pois alguém (ns) terá que dedicar um número de horas para negociar uma determinada mudança. O pessoal da gestão da mudança lida com isso. Equipe de desenvolvimento da inovação – há um […]

Read Full Post »

Ninguém inova em Marte, mas no planeta terra, dentro de uma sociedade humana. Assim, há o passado com produtos e serviços que existem. Alguém inventou algo e outros resolveram adotar. Há, assim, um problema qualquer que já está sendo resolvido de uma determinada maneira e o inovador vai chegar para propor uma nova maneira. Ou […]

Read Full Post »

Estamos vivendo no macro-cenário a passagem de um modelo mental da Governança Oral-Escrita para a Digital. O filósofo que deu partida nisso foi Edgar Morin, o que faz parte das etapas da implantação da nova Governança da Espécie. Se inicia com os novos Tecno-códigos e depois precisamos de um novo modelo mental para lidar com […]

Read Full Post »

É comum me perguntarem o que podemos esperar da implantação de Laboratórios de Inovação Disruptivos Digitais? Posso detalhar o seguinte: Ganho intangível número 01: criação de novo modelo mental de pensamento, mais apto a lidar com a complexidade da Governança Digital. Isso é passado para os participantes, com mais ou menos aceitação, conforme cada perfil; […]

Read Full Post »