Feed on
Posts
Comments

Category Archive for 'Conceituações'

Note bem uma coisa. Quando aumentamos a população geramos mais complexidade. A complexidade tem duas características: – quantidade – que gera aumento de necessidades: – qualidade – que gera aumento de diversidade. Quanto mais gente tivermos, mais diferenças teremos, pois o ser humano tem indivíduos mais diferentes entre si do que outras espécies. Assim, o […]

Read Full Post »

Exosfera Social – mudanças que acontecem, a partir da introdução de Tecnologias Cognitivas, que mudam a forma do ser humano de produzir ideias e, por sua vez, modificam profundamente à sociedade. O termo Exosfera se justifica por ser algo que está acima da possibilidade de intervenção humana, pois acontece de forma massiva e definitiva; A […]

Read Full Post »

Podemos dizer que nossa espécie vive, pela primeira vez os efeitos radicais, de um pico populacional. O salto em 200 anos de 1 para 7 bilhões nos ensina muita coisa. Mais gente é sinal de mais complexidade, tanto em quantidade como em qualidade. Só há duas formas de lidar com o aumento de complexidade: – […]

Read Full Post »

Ceticismo é qualquer atitude de questionamento para o conhecimento, fatos, opiniões ou crenças estabelecidas como fatos. O ceticismo é ótimo para a inovação em uma dada medida, pois é um questionador de fatos novos e antigos. Ou seja, toda inovação parte do questionamento de uma dada realidade. Porém, tem que haver uma entrada questionamento e uma saída […]

Read Full Post »

Latência é algo que está escondido e não teve um canal para sair para fora. As latências são necessidades humanas represadas. Uma latência só consegue vir à tona quando aparece um novo canal que abre uma porta para ela escoar. Esse canal pode ser uma tecnologia, uma mudança política, econômica, um produto, um serviço, que […]

Read Full Post »

A maior dificuldade que temos e teremos para entender o século XXI é retrabalhar o conceito de complexidade social. O principal problema de toda espécie animal, inclusive a nossa, é se manter viva. Para isso, é preciso comer, beber, se vestir e tudo que nos permite viver. O resto vem depois. Sem comida ou água, […]

Read Full Post »

Muita gente quer que o Facebook seja algo que ele não é. Disse aqui que temos tratá-lo como uma Rede de Relacionamento, cujo objetivo social é estreitar laços e criar uma coesão social. Estabelecer uma maior confiança e elo entre as pessoas. A guinada necessária para a sociedade começar a entrar, de fato, no século XXI […]

Read Full Post »

Vamos roubar o conceito da física, que diz: Entropia: Em termodinâmica, entropia é a medida de desordem das partículas em um sistema físico. Utiliza-se a letraS para representar esta grandeza. Comparando este conceito ao cotidiano, podemos pensar que, uma pessoa ao iniciar uma atividade tem seus objetos organizados, e a medida que ela vai os […]

Read Full Post »

Como vimos aqui, temos maior ou menor capacidade de analisar as consequências dos nossos atos do presente no futuro:   Essa capacidade nos dá a possibilidade de lidar melhor com a complexidade. Quando temos uma Contração Cognitiva, que é a centralização radical das ideias em poucos canais, há consequências no quadro abaixo:   A sociedade perde […]

Read Full Post »

Normalmente, a nossa capacidade de lidar com a complexidade está em saber até onde conseguimos enxergar as consequências das ações que tomamos, como vemos na figura abaixo:   Uma atitude que podemos chamar de “simplista” limita-se a ver os resultados das primeiras consequências e não projetá-las mais no tempo, em consequências de segundo, terceiro e […]

Read Full Post »

As Contrações Cognitivas ocorrem na sociedade em função da necessidade de se lidar com aumentos demográficos sem a capacidade de processar a nova complexidade.  Ou seja, quando as organizações não tiverem instrumentos para lidar com o aumento da complexidade, haverá necessariamente um sufocamento da diversidade, através de um pensamento mais homogêneo para que se possa […]

Read Full Post »

Vimos aqui o seguinte. Que o que rege e define a história da espécie é a Complexidade Demográfica, que fica pedindo uma Governança da Espécie compatível. As organizações acabam a ter que se ajustar a nova Governança da Espécie com o tempo.   Temos, assim, a seguinte ordem lógica de mudanças:   Isso demora um […]

Read Full Post »

Temos uma grupo de 7 pessoas em uma fazenda. Eles por dia vão precisar de 21 pratos de comida, café da manhã, almoço e janta. Se receberem um grupo de turistas de 60 pessoas, por exemplo. Teremos por dia 201 pratos de comida por dia (7+60). Um prato de comida na mesa exige uma logística […]

Read Full Post »

Existe uma diferença entre Governança e Gestão. Governança é algo maior: como decidimos as coisas; Gestão é algo que está dentro da governança: como fazemos as coisas acontecerem. Não haverá uma organização que tenha uma Governança de um jeito e uma gestão de outro. São dois elementos que convivem. O problema que temos acima da […]

Read Full Post »

Esta é a pergunta que muitas pessoas se fazem. Por que queremos o tempo todo usar novas tecnologias? Não seria isso algo anti-natural? Apresento a seguinte figura que acredito ajuda a entender por que vamos mudar radicalmente a sociedade, principalmente quando aumentamos fortemente o número de habitantes. Abaixo, um modelo de como vivem todos os […]

Read Full Post »

Tradição é um palavra traiçoeira. “Tradição é a transmissão de práticas ou de valores espirituais de geração em geração”. O ser humano vive sobre os pêndulos dos princípios e da ética e dos prazeres mais imediatos. É o nosso eterno conflito. Disse aqui, que o pêndulo tende para lá e para cá, conforme a Conjuntura […]

Read Full Post »

Temos ao longo da história da filosofia percepções onipotentes, que nos levaram a diversos equívocos.   Podemos listar algumas para exemplificar:   Temos uma percepção em relação à vida que nos leva a uma falsa imortalidade, o que faz com que tenhamos uma série de ações práticas que vão nessa direção. Uma visão filosófica, digamos […]

Read Full Post »

Existe uma revisão filosófica fundamental para a pergunta: Quem somos? O ser humano é a única espécie do planeta que não tem limites de crescimento demográfico. Todas as outras vivem um drama. Que é espelhado no Triângulo da Espécie, que ilustro abaixo:   Uma matilha de lobos não pode passar de um determinado número, pois tem […]

Read Full Post »

Leis da Antropologia Cognitiva: (03/07/14)  Em ppt: Leis da antropologia cognitiva from Carlos Nepomuceno  

Read Full Post »

Quando temos uma Revolução Cognitiva temos um processo de declínio da Taxa de Ganância da sociedade, como tendência e o aumento da taxa de princípios, ver abaixo:   Por que isso acontece? – Aumento da taxa de diálogo entre as organizações-sociedade – que permite que a Taxa de Ganância seja mais controlada, fiscalizada e coibida, aumentando a […]

Read Full Post »

Quando temos uma Revolução Cognitiva temos um processo de declínio da Taxa de discussão sobre assuntos e aumentamos o enfoque em problemas:   Por que isso acontece? – Aumento da taxa de diálogo entre as organizações-sociedade – que permite que os sofrimentos esquecidos subam de prioridade, pedindo mais presteza das organizações; Aumento da taxa de inovação – […]

Read Full Post »

Quando temos uma Revolução Cognitiva temos um processo de declínio da Taxa de Sofrimento da sociedade, como tendência, ver abaixo:   Por que isso acontece? – Aumento da taxa de canalização da sociedade –  mais vozes; – Aumento da taxa de transparência da sociedade –  mais fiscalização; – Aumento da taxa de articulação da sociedade […]

Read Full Post »

Como vimos aqui, cada novo habitante no planeta traz mais diversidade para o mesmo. Mas nem sempre as condições existentes (culturais e tecnológicas) permitem que essa diversidade seja absorvida pela sociedade. E aí temos um fenômeno interessante, como vemos abaixo, que há um jogo de Diversidade e Homogenização para que haja um equilíbrio, como vemos […]

Read Full Post »

Estamos trabalhando com a base do Pentágono:   Quando estamos falando de Complexidade Demográfica estamos partindo do princípio de que quando uma pessoa vem ao mundo ela gera demandas a serem produzidas ao longo de toda a sua vida. Além disso, ela traz um aumento da Taxa de Diversidade a mais para o planeta, pois […]

Read Full Post »

Bom, agora que definimos os lados do Pentágono, podemos observar o que eles colaboram para o seu equilíbrio:   A saber: CD – Complexidade Demográfica – responsável pela demanda; P – Produção – responsável pela oferta; I – Inovação – responsável pelas mudanças; C – Comunicação – responsável pela circulação de ideias; G – Governança […]

Read Full Post »

Quando formos analisar a história, teremos que ter um conjunto de fatores para poder compreender vários movimentos de aumentos de taxa e redução no Polígono da Espécie Humana, pois estão relacionadas, a saber:   Os lados são influenciados pelo todo e pelas partes. Teremos mais ou menos alterações nas taxas de cada lado, conforme possamos […]

Read Full Post »

Para tender melhor o Polígono da Espécie Humana vamos precisar entender os movimentos internos de cada um dos seus lados para poder depois relacionar fatores entre eles. Aqui vamos ver como varia o Ecossistema de Governança, e os fatores que mais importam na sua regulação e relação com o Polígono.   O que é mais […]

Read Full Post »

Para tender melhor o Polígono da Espécie Humana vamos precisar entender os movimentos internos de cada um dos seus lados para poder depois relacionar fatores entre eles. Aqui vamos ver como varia o Ecossistema de Comunicação, e os fatores que mais importam na sua regulação e relação com o Polígono.   O que é mais […]

Read Full Post »

Como vimos aqui, as espécies animais estabelecem uma relação triangular entre: Complexidade Demográfica; Modelo de Comunicação; Modelo de Governança. Porém, o modelo precisa ser sofisticado para a espécie humana. Por quê? As outras espécies não conseguem reinventar por conta própria seu modelo de comunicação e governança. Eles estão embutidos em seu instinto e são, de […]

Read Full Post »

Cheguei aqui a um fundamento da Antropologia Cognitiva. Que já estava quicando na frente do gol, mas agora posso trabalhar de forma mais clara. As espécies animais, qualquer uma estabelece a seguinte relação, como vemos abaixo:   Há uma relação entre: A complexidade demográfica, o modelo de comunicação e de governança dos animais que formam […]

Read Full Post »

Um pé é um pé. Se você compra um novo sapato, o sapato vai se adaptar ao pé, mas o pé não vai se adaptar ao sapato. O pé é feito de osso, músculo e pele. Diferente do cérebro. O cérebro é um ser vivo dentro do nosso cérebro, assim como o pulmão e o […]

Read Full Post »

Tenho desenvolvido aqui uma tese de que somos diferentes espécies humanas vivendo no mesmo planeta, divididos por diferentes Plásticas Cerebrais que usam diferentes Tecnologias Cognitivas. O que acontece na sociedade em uma Revolução Cognitiva? O poder, a elite é, antes da Revolução Cognitiva, a espécie, de maneira geral, mas sofisticada para lidar com a complexidade. […]

Read Full Post »

Vivemos uma cultura da participação? O século XXI será mais colaborativo? A partir das provocações de Denise Pires no Clube. Bom, vamos lá que é um boa pergunta. O século XXI traz um novo tecno-ambiente de troca humana. A Internet com colaboração de massa permite que se potencialize a cooperação entre as pessoas, pois há a […]

Read Full Post »

A base do marxismo é a questão da luta de classes, que é o motor da história. Diria que a Filosofia Tecno-cognitiva e a Antropologia Cognitiva vão em direção contrária a essa hipótese, pois partiríamos pelo marxismos do princípio que somos todos a mesma espécie e haveria uma divisão entre exploradores e explorados.  A divisão […]

Read Full Post »

Quando temos depois de uma Revolução Cognitiva um novo Modelo Cognitivo há uma espécie nova, um outro modelo de Homo Sapiens 3.2 mais preparado para lidar com a complexidade. Ele não é melhor do que os outros, apenas é mais preparado para lidar com determinados problemas complexos que as outras espécie, em paralelo, não são. […]

Read Full Post »

Tenho desenvolvido aqui a ideia do que o ser humano agora já tem membros que pertencem a espécie Homo Sapiens 3.2. São aqueles que se utilizam fortemente das mídias sociais. Vimos que a Cultura é formada por:   Vimos que o Modelo Cognitivo é formado pela relação intensa entre a Plástica Cerebral e as Tecnologias Cognitivas. […]

Read Full Post »

A grande novidade da Cultura 3.2 é a possibilidade de podermos criar uma Comunicação Matemática. No Século XXI estamos juntando duas linguagens que sempre andaram meio separadas: – as palavras; – e os números. Note que toda a evolução da espécie em direção ao aumento demográfico foi no desenvolvimento de melhorias de filosofias, teorias, metodologias […]

Read Full Post »

Sempre quis saber de onde o McLuhan partiu e não achei. Ele não era um cara que deixava bibliografia no final dos livros, bem como o Lévy não deixa também. Agora cheguei no cara -> Ludwig Wittgenstein:   Ludwig Joseph Johann Wittgenstein (Viena, 26 de Abril de 1889 — Cambridge, 29 de Abril de 1951) foi […]

Read Full Post »

Ok, vamos lá:  

Read Full Post »

Podemos dizer que a evolução humana é marcada por três fases: – a oral, que inclui a etapa da proto-linguagem, antes das palavras; – a escrita, que vai até 1940, com a chegada do computador; – e a digital, que vem até os dias de hoje. Se somos Homo Sapiens, aquela espécie, “homo”, que “sabe”. […]

Read Full Post »

Podemos dizer que vivemos uma crise do atual Ambiente de Pensamento Analógico: Quando temos escassez de canais de informação, você tende a criar teorias mais consolidadas, pois há pouca capacidade de serem questionadas. Há uma baixa inovação do Ambiente de Pensamento da sociedade. Há uma baixa taxa de inovação, forte controle. O Ambiente de Pensamento […]

Read Full Post »

Vou avançando com o conceito, como vemos abaixo, que melhora a figura do outro post.   Note que eu coloco uma divisão no Modelo Mental, pois: Há algo que vem da Plástica Cerebral que é um input de dentro para fora. É o cérebro emitindo novos sinais. E há algo que vem da Cultura que […]

Read Full Post »

A Plástica Cerebral e sua relação com as Tecnologias Cognitivas estabelece um Modelo Mental Estruturante, que é o que tem mais peso para definição de uma pessoa. Os outros compõe junto com esta. Por que isso? A Tecnologia Cognitiva exerce forte influência no cérebro. Os outros Modelos Mentais Secundários são características que compõe a primeira. […]

Read Full Post »

Quando temos uma Revolução Cognitiva temos algo interessante na sociedade. O modelo abaixo aponta como é: E como passamos a estar:   Note que temos algo muito interessante, pois o Ambiente Cognitivo mais sofisticado não é o que está no Centro de Decisão. Ou seja, quem tem capacidade de pensar melhor e ferramentas para decidir […]

Read Full Post »

    Outro desenho que podemos fazer da sociedade é o que apresento abaixo:   Note que existe uma relação entre os Ambientes Cognitivos e o Centro de Decisão. Quanto mais primitivo é o Ambiente Cognitivo que a pessoa está inserido, mais afastado ele estará do Centro de Decisões. As decisões são feitas, através de […]

Read Full Post »

Uma sociedade funciona da seguinte maneira, conforme vemos na figura abaixo: Há um círculo de tomada de poder que decide e toma decisões; Um segundo anel, que vou chamar inicialmente de periferia “A”; E ou outro anel mais afastado de periferia “b”.  Ao final de uma Era Cognitiva, onde há forte concentração de ideias, temos […]

Read Full Post »

Desenvolvi aqui a hipótese que estamos migrando de um Modelo Mental Analógico para um Digital. E que este movimento passa por mudanças na plástica cerebral, a partir do uso intenso de novas Tecnologias Cognitivas. Este uso intenso faz com que o Pensador 3.0 passe a sentir e intuir coisas completamente diferentes dos seus antecessores e […]

Read Full Post »

Estamos recomeçando tudo de novo. Como assim? O Modelo Mental Analógico nos coloca com um sentimento e uma emoção específica e nos permite ver o mundo de uma determinada maneira, um ângulo. O Modelo Mental Digital nos colocará com um sentimento e uma emoção nova e nos permitirá ver o mundo de uma nova maneira determinada maneira, um novo […]

Read Full Post »

Abaixo vou tentar resumir as minhas conclusões dos estudos da Antropologia Cognitiva:   Note que o cérebro entra em contato com novas Tecnologias Cognitivas e altera a sua Plástica Cerebral e responde, através das Tecnologias Cognitivas, novas ou usadas. (O cérebro sempre usa Tecnologias Cognitivas para se expressar, pois ele não tem autonomia, não é […]

Read Full Post »

Podemos dizer que temos dois momentos na construção de um novo Modelos Mental, após a chegada de uma Revolução Cognitiva: – o intuitivo – muito ligado a emoções primitivas – há algo novo, “mas não sem bem o que é”; – o reflexivo – a tentativa de transformar essas sensações em pensamentos e isso é feito, no primeiro […]

Read Full Post »

Diante do ciclo, temos o seguinte movimento:   Vamos detalhar cada ponto: Vermelho – início da expansão, surgimento de Nova Tecnologia Cognitiva e início de mudanças na Plástica Cerebral; Curva ascendente – novo Modelo Mental em expansão, fase inovadora, com aumento demográfico, com um conjunto de pensadores/empreendedores apontando sugestões de mudanças na sociedade, com resistências; […]

Read Full Post »

Os aspectos de Contração e Expansão do Espiral Cognitivo e do movimento de mudanças de Modelo Mental, a meu ver são ajustes à força maior que é a demografia. A demografia é, a meu ver, o principal elemento de mudanças da espécie. Todas as referências para analisar fenômenos animais, o humano também é animal, começa […]

Read Full Post »

Veremos agora o Espiral Cognitivo no seu  aspecto de mudança de Modelo Mental:   Note, como vimos aqui, que há uma mudança de Contração e Expansão, mas ela não é a única, além dela surge um movimento de criação de um NOVO Modelo Mental, que é o ajuste pela ordem: – do cérebro que cria […]

Read Full Post »

Vamos apresentar uma proposta de como nossa espécie avança na história. Podemos chamar esse movimento de Contração/Expansão do Pêndulo.   Podemos dizer que de maneira geral temos momentos de expansão e contração cognitivas. Isso se dá em tribos ou civilizações isoladas, até antes das grandes navegações do século XVI. E depois com o processo de […]

Read Full Post »

Abaixo podemos ver como o Modelo Mental Escrito foi sendo construído, através da rejeição gradual dos pilares do Modelo Mental Oral, através dos filósofos que interferiram na Epistemologia de como vemos a verdade. Interessante que começa com Lutero, justamente questionando a Igreja por dentro, que era o epicentro do pensamento. Há: – uma descentralização dos […]

Read Full Post »

Veja as etapas fazendo, para facilitar a compreensão, uma comparação com a informática: A percepção mais importante para mim agora é comparar o Modelo Mental com o Sistema Operacional, pois começo a concluir que ele está preso a um determinado tipo de produção de “aplicativos”. Há um aprisionamento do pensamento, a partir de um dado […]

Read Full Post »

Um Modelo Mental é a expressão viva das mudanças da plástica cerebral. Ver mais esta relação neste post. A plástica cerebral é moldada TAMBÉM e fortemente pelas Tecnologias Cognitivas. Temos uma Inteligência Artificial, que se sofistica, conforme mudam e se sofisticam as tecnologias cognitivas. Não teremos em um momento da história um único Modelo Mental, […]

Read Full Post »

Comecei neste post, outra linha de abordagem sobre como podemos revisar como pensamos o ser humano e como produzimos cultura.  O que podemos começar a dizer que estamos tateando é que nossa espécie tem mudanças profundas e consistentes, mas que NEM TODAS ELAS  são provocadas por fatores culturais. Hoje, é comum dizer que a espécie […]

Read Full Post »

Toda o estrategista trabalha com uma fórmula de cálculo do futuro. O cálculo do futuro é um algoritmo, mais ou menos sofisticado, que: – analisa as forças; – estabelece relações entre elas; – pontua as principais (ou a principal) e as secundárias; – gradua os contextos; – e a relações entre forças e contexto. Algo […]

Read Full Post »

Estou atendendo um cliente na área privada para aprofundar o que seria a cultura digital. A grande mudança que temos para a área de negócios com a chegada das Mídias Participativas é a introdução de uma nova possibilidade de confiança nas trocas. Podemos até em falar na Confiança Digital. Podemos partir da seguinte premissa: – o […]

Read Full Post »

Não faremos reformas na política, na educação, nas organizações, mas teremos que facilitar para que a nova cultura, que já está sendo vivida pelo nosso novo cérebro possa ser exercida. Não será mais do mesmo, mas mais do que nunca foi vivido, pois o nosso cérebro não é mais o mesmo e nem nós, estamos radicalmente […]

Read Full Post »

Note que o primeiro ato de uma ditadura é fechar os canais de circulação de ideias e impedir reunião de pessoas. Quando o poder precisa se fechar e centralizar, impede que as pessoas conversem. Há uma relação entre o adensamento versus o isolamento. Isso acontece em movimentos do Pêndulo Cognitivo. Quando temos um Ambiente Cognitivo […]

Read Full Post »

Aposto que quando analisarmos melhor e deixarmos o século XX mais distante, veremos que ele vai se aproximar cada vez mais do fim da Idade Média. Em plena época que chamamos de “modernidade” tivemos o retorno da oralidade como principal meio de transmissão de ideias. A oralidade, como vimos, incentiva em muito o emocional diante […]

Read Full Post »

1) Todo ambiente está em movimento, seguido de mudanças mais ou menos radicais e períodos de aparente equilíbrio; 2) O papel do método é estudar o ambiente, os momentos de equilíbrio, as forças que provocam mudanças e seus diferentes contextos; 3) Comece o estudo por dedicar o papel de cada força e a relação entre […]

Read Full Post »

Vamos pegar Descartes. E colocá-lo como chamei aqui de Restaurador Filosófico pós-ditadura Cognitiva do fim da Idade Média. A frase Penso, logo existo tem muitas interpretações, mas vou dar mais uma baseado na leitura da Antropologia Cognitiva. Note que Descartes vive em um contexto pós Era Cognitiva Oral. A oralidade era a ferramenta da Igreja […]

Read Full Post »

 A escola de Toronto é chave para entender a Internet. Nunca, na história dessa humanidade (rindo) um grupo de pesquisadores estudou as rupturas das mídias com tanta liberdade intelectual e criatividade. São meus ídolos e gurus, sugiro que os coloque também em lugar de destaque nos seus pensamentos, pois eles são fundamentais para projetar o […]

Read Full Post »

Dizem que a história se repete como farsa. Não concordo. A história tem ciclos e precisamos aprender com eles. Ela não se repete, mas determinados contextos se parecem. Pesquisadores sociais precisam identificá-los. Pandemias, crises econômicas, desempregos, revoluções sociais, revoluções cognitivas. Eles vão e vêm de forma diferente em algo e igual em outro. E tem causas e […]

Read Full Post »

  Bom, vamos as premissas e aos passos: Premissas: a) a adoção de laboratórios de Governança Digital devem partir de visão estratégica da organização; b) a organização se conscientiza e aceita o cenário disruptivo que a Internet traz para a sociedade, que exige uma nova Governança Organizacional e novas formas de lidar com velhos, complexos […]

Read Full Post »

Se quiser entender o futuro olhe para um formigueiro. As formigas se comunicam sem se falar. Trocam cheiro. Motivo:, não têm tempo para falar. É muita formiga ao mesmo tempo em vários lugares. As decisões têm que ser rápidas. Ao mesmo tempo que trabalham deixam rastros. É uma simbiose entre o fazer-comunicar. Não há separação. […]

Read Full Post »

Veja como podemos descrever o que ocorre nas Plataformas em termos de Colaboração: Há dois tipos de Colaboração: – A Humana – que é feita por seres humanos com dois tipos: Voluntária – aquela que há um esforço consciente, maior ou menor, tal como curtir, dar estrelas ou deixar um comentário; Involuntária – aquela que […]

Read Full Post »

Older Posts »