Feed on
Posts
Comments

Category Archive for 'Educação 3.0'

Temos diversos perfis em projeto de inovação, sendo um bem comum o cético. Há taxas de ceticismo. Um ceticismo elevado é o que posso chamar de ceticismo tóxico, que é uma incapacidade de acreditar em muita coisa. O ceticismo tóxico leva a pessoa a uma certa paralisação, pois a pessoa não acredita em nada. Temos, […]

Read Full Post »

Há momentos em que por algum motivo, um ego se sente tocado em sala de aula. Um ponto cego de um aluno aparece e ele começa a insistir em algo, que você nota que é apenas por ter o ego de alguma forma ferido. E começa um ciclo de voltar ao ponto, mas não a […]

Read Full Post »

Há um contexto cognitivo na Exosfera Social. Estamos mudando a forma de produzir conhecimento. E isso acontece com um movimento de Expansão Cognitiva. Quem não tinha canal de expressão passa a ter e isso modifica as fontes de ideias da sociedade. Saímos de uma fase de FORTE controle para uma de BAIXO controle. Isso nos […]

Read Full Post »

Vou dar alguns palpites. Não conseguimos guardar muita informação ao mesmo tempo, a “coisa” tem que ser aos poucos; O que estudamos tem que ser colocado dentro de uma narrativa pessoal em que incorporamos o discurso do outro ao nosso, com nossas palavras (sabemos que isso funciona quando aquilo sai naturalmente); E é preciso colocar […]

Read Full Post »

O maior equívoco que existe hoje sobre conhecimento é acharmos que conhecemos para alguém. Isso é uma visão equivocada e intoxicada do mundo que estamos saindo. O grande salto de qualidade que tem que ser feito em termos de aprendizado é resgatar a posse do conhecimento das pessoas pelas pessoas para as pessoas –  que foi perdido. […]

Read Full Post »

Vivemos uma pandemia e precisamos urgente tratar dela. Perdemos a capacidade de pensar com nossa própria cabeça. Isso, a meu ver, é fruto da Ditadura Cognitiva que finda, de décadas de ideias concentradas. Família, escola, empresas, mídia nos ensinaram a seguir autoridades e não criar nosso próprio pensamento. Não conseguimos pensar com nossa própria cabeça. Não […]

Read Full Post »

Temos uma visão geral sobre mercados. Eu acredito que a descentralização dos empreendedores é uma rede muito mais eficaz do que qualquer outro modelo econômico. O problema é que há um fator fundamental para se aplicar a lei de mercado: o ambiente cognitivo e suas diferentes desigualdades. Falei um pouco mais de um triângulo a […]

Read Full Post »

Vamos revisar a forma de produzir teorias, a partir da chegada da Cultura 3.2. Toda a revisão da atual cultura será introduzida a ideia de mais participação. O Digital 2.0  permite justamente que passemos a trabalhar com uma Comunicação mais Matemática. O que chamei de Colaboração Matemática. As teorias participativas têm como característica: – serem produzidas […]

Read Full Post »

Quando temos depois de uma Revolução Cognitiva um novo Modelo Cognitivo há uma espécie nova, um outro modelo de Homo Sapiens 3.2 mais preparado para lidar com a complexidade. Ele não é melhor do que os outros, apenas é mais preparado para lidar com determinados problemas complexos que as outras espécie, em paralelo, não são. […]

Read Full Post »

O diagnóstico a ser feito:

Read Full Post »

Read Full Post »

Fiz este vídeo na discussão da III Semana do Campeonato Cognitivo do Clube do Nepô: Faço um desenho agora das três instâncias que precisamos definir para poder participar de um Diálogo Honesto em um ambiente mais líquido:   A definição Ética é algo que resume o significado do que por que estamos aqui. Minha opção, […]

Read Full Post »

Comentei aqui as 4 etapas para estabelecer um Diálogo Honesto. Note que temos dois perfis em termos de impedimento para um diálogo, que vou chamar de: – Incapacidade de diálogo estrutural – despreparado e ainda incapaz para um diálogo honesto no geral; – Incapacidade de diálogo  conjuntural – incapaz para um determinado diálogo específico. Diria […]

Read Full Post »

Este vídeo é impactante e eis uma análise sobre ele: O que as crianças querem? Ser felizes quando crescer. Serem amados pelos que eles são. Nós não estamos aprendendo a ser felizes e saudáveis. Isso não é prioridade da escola. Por que ser feliz e saudável não é uma prática a ser aprendida na escola? […]

Read Full Post »

Não adianta tentar avançar em um Diálogo Honesto em aulas participativas, se não houver algumas premissas. Isso vale para tudo: sala de aula, conversa entre amigos, presencialmente ou a distância, via digital. Comunicar – alguém diz algo, que vamos chamar de Hipótese Primária, que nos leva de um ponto “a” para um ponto “b” no pensar […]

Read Full Post »

Tenho experimentado o Facebook para promover um tipo de curso, que chamei de Campeonato Cognitivo. Uma figura que procura reproduzir o modelo segue abaixo: O modelo se encaixa, pois aqui quero trabalhar com eles os meus principais conceitos. Meu objetivo é a cada semana problematizar um deles, com dois objetivos: – marcar um debate e […]

Read Full Post »

Os professores que dão aulas analógicas e verticais não têm este problema. Este problema vai surgir para a nova geração que tentará trabalhar com aulas participativas. Aulas participativas só fazem sentido quando focadas em problemas, pois assuntos não são passíveis de participação. Um professor de aula participativa é um difusor de uma determinada teoria e […]

Read Full Post »

Dogmatismo não é apenas pensar  dentro de determinados limites. É agir dentro destes padrões. Quando se imagina uma interação, em que pessoas se encontram para trocar, supõem-se que as duas partes estão dispostas a mudar alguma coisa na sua forma de pensar e agir, a partir de um argumento ou uma informação passada pelo outro. […]

Read Full Post »

Há um grave problema civilizatório na maneira que analisamos a realidade de maneira geral. Nós perdemos o viés filosófico, pós Ditadura Cognitiva Global. Grudamos o problema no “eu” e deixamos de ver a percepção. É uma maneira de ver egoica completamente intoxicada de emoções e pouca lógica. Note que estamos vivendo hoje o seguinte fenômeno, […]

Read Full Post »

O que seria a verdade? Verdade é algo provisório. É a tentativa de ponte entre o que percebemos e a realidade. Sim, cada um tem a sua verdade no trilho, desde que o trem não passe por cima. 🙂 Ou seja, se todo mundo está dizendo a verdade, com certeza, tem alguém mentindo. O que […]

Read Full Post »

Quando se trabalha com aulas participativas, há sempre um pé atrás dos alunos se eles serão manipulados ou persuadidos pelo coordenador das atividades. Gosto de trabalhar com o termo coo-vencimento, que é melhor que convencimento, quando alguém “vence” alguém. A persuasão, que podemos chamar que é algo parecido com o coo-vencimento, é o trabalho de […]

Read Full Post »

Já vimos aqui o problema do ceticismo tóxico para a inovação. O ceticista tóxico não é um ceticista passivo, mas ativo. Ou seja, ele defende com argumentos que nada deve ser feito em nome de que nada funciona mesmo, é melhor deixar do jeito que está. É diferente do ceticismo passivo, que está na mesma onda, […]

Read Full Post »

Há duas batalhas para se conseguir vencer barreiras na aula participativa, no que chamei de Didática Reversa: – os problemas emocionais – que impedem de agir diferente; – os problemas cognitivos – que impedem de pensar diferente. Quando se vai estrutura um curso participativo deve se procurar identificar as dificuldades nos dois campos para poder […]

Read Full Post »

Cepticismo ou ceticismo é qualquer atitude de questionamento para o conhecimento, fatos, opiniões ou crenças estabelecidas como fatos. Ninguém é totalmente cético, ou totalmente não cético. Temos que colocar taxas. Quando a taxa de ceticismo chega a determinado nível, podemos dizer que beira o Ceticismo Tóxico. Que é uma atitude na vida que leva a pessoa […]

Read Full Post »

Há dez anos dou aulas participativas. A maior dificuldade que tive ao longo destes anos do ponto de vista coletivo é lidar com o perfil reativo das pessoas. A maioria dos alunos sofre o mal da passividade e da baixa taxa de reflexão sobre o que recebem da vida. Isso se revolve, através de muita […]

Read Full Post »

Já abordei aqui que em uma Expansão Cognitiva vamos partir para aulas cada vez mais participativas baseada em problemas. O ensino baseado em problemas nos leva a uma didática reversa. O problema não é resolvido de forma mais eficaz, pois há impasses afetivos e cognitivos que estão impedindo os alunos de vê-lo melhor e agir […]

Read Full Post »

O Brasil de maneira geral não se acha no direito de inventar nada. Não se acha capaz, pois acredita que o que pensa, sente não é algo que pode ser sentido ou pensado, pois está aquém de uma determinada “excelência fantasiosa” que é feita lá fora. É um país que prefere seguir os outros. Somos […]

Read Full Post »

Acredito que a discussão sobre otimismo e pessimismo é mais uma falsa questão, como várias outras. A pessoa só é algo se atua, enquanto pensa ou mesmo fala, mas não atua, a sua capacidade de intervenção é pequena, excetuando os que tem acesso a grandes canais de comunicação. Ou seja, viver é agir. Quem não […]

Read Full Post »

Não existe um curso que eu participe, que eu não crie um espaço a distância. Uma aula participativa é algo que mexe muito com a cabeça de todo mundo. E é preciso criar um espaço de conversa ao longo dos intervalos entre os encontros para que as reflexões possam ir sendo compartilhadas. Além disso, tem […]

Read Full Post »

Num mundo de ideias controladas a memória fazia a diferença. Diria até que a história da evolução das Tecnologias Cognitivas tem sido a de deixar mais e mais nossas mentes mais livres para criar do que para ficar lembrando. O valor estava em quem conseguia, em sala de aula, por exemplo, reproduzir o que leu […]

Read Full Post »

De quando em vez, em uma aula participativa temos alunos mais críticos. Que querem participar mais. E isso pode atrapalhar um pouco a diversidade da turma. Como lidar com isso? Incentivo a postura crítica, mas há sempre uma taxa de pertinência e de impertinência para o prosseguimento mais harmônico da aula. Tem alunos que têm […]

Read Full Post »

Toda crise vem de uma ilusão. Havia uma força que ia nos causar desconforto ou sofrimento que sub-avaliávamos. A primeira fase é entender a força. Teorizar sobre ela. Há uma revisão a ser feita, pois há uma força nova nos empurrando para baixo. A segunda, traçar um plano de ação, que implica: Se afastar, se […]

Read Full Post »

A definição mais corrente de professor é daquele que ensina. Quem ensina, ensina alguma coisa para alguém. O professor, assim, tradicional é aquele que sabe algo e vai repassar o que sabe para a sua turma. O professor, no modelo clássico, é alguém que tem um conteúdo a ser repassado. A grande guinada que estamos […]

Read Full Post »

Bom, estou aqui defendendo a ideia de um professor-pesquisador-agente de transformação dentro de um novo modelo de ensino baseado em problemas. A defesa a seguir não pode valer para um professor-professor baseado em assuntos, pois são reflexões da minha prática no modelo ensino por problemas. Um ensino baseado em problemas e um professor-pesquisador atuante faz […]

Read Full Post »

Tenho defendido aqui a mudança radical da forma que construímos e repassamos ideias do modelo atual dos assuntos para o de problemas dentro do movimento de Contração para o de Expansão Cognitiva. (Acredito que é algo conjuntural e não estrutural, pois quando tivermos no Pêndulo Cognitivo a tendência ao Controle dos meios a tendência é […]

Read Full Post »

Saber viver é estar aberto para ser contraditório e admitir quando isso acontece para se aprimorar. Ser contraditório é atitude principal de quem quer viver e ajudar a mudar o mundo!!! Os canais horizontais de circulação de ideias, Facebook na frente, são ricos em nos ajudar a conhecer melhor o ser humano. Antes, víamos os seres […]

Read Full Post »